A Natureza

.
A Natureza deve ser considerada como um todo, integrando toda a sua biogeodiversidade.
É através desta união harmoniosa donde a força e a energia são emanadas e que permitem compor a mais bela sinfonia universal.
Todas as criaturas deveriam estar presentes e acompanhar de forma equilibrada a sua evolução e progresso.
O homem como ser mais inteligente, deverá reflectir em seus actos para sua protecção, preservação e conservação.
Ana Paula Oliveira

Década da BioDiversidade - 2011 / 2020 - Vivendo em harmonia com a natureza

Amar a Natureza – Por Luiz de Mattos

Se os pais e mestres soubessem ensinar à infância a amar a Natureza, as crianças, assim educadas, saberiam respeitá-la e mais facilmente compreenderiam porque é que se deve amar o próximo como a si mesmo.


Desse modo orientadas, não só procurariam compreender a Vida tal qual é, em essência, como se estudariam a si próprias, na sua composição fisiológica e psíquica, para se convencerem de que é o espírito que anima o ser humano e o Universo, do qual pode ser considerado uma miniatura, porque contém todos os elementos de que o Universo se compõe.

Assim esclarecidos, quando adultos, cientes e conscientes dos seus deveres, já para com os pais, os mestres, ou a família e o próximo, não mais seriam admiradores de coisas corruptas, gozos materializados, danificadores da alma e do corpo, amariam o campo, viveriam mais em contato com a Natureza, teriam mais vitalidade.

É, pois, um crime não levar a sério a educação das crianças. Pais e professores devem pô-las em contato com a Natureza, para habituá-las a tomar interesse pelos campos e florestas, flores e frutos e tudo quanto a Natureza nos apresenta.


Falam muito em Deus, e o fazem por desfastio, ou para serem agradáveis às corporações religiosas, acompanhando as mentiras convencionais, mas só conseguem embaralhar o entendimento das crianças, porque não lhes sabem explicar essa Força em espírito e verdade, essência que no Universo existe a organizar, a incitar e a movimentar tudo, inclusive os componentes dos reinos da Natureza.

Dar graças à vida - Por Ana Paula Oliveira

A vida é uma Graça e devemos estar eternamente gratos pelo dom maior que é a própria vida, e pela oportunidade de viver. É nosso dever colori-la o dia-a-dia sempre alcançando o nosso equilíbrio.

"A vida só tem significado se conseguirmos transformá-la em amor puro, numa fragrância eterna e imortal."

Cada ser tem a possibilidade de criar a sua própria existência. Foi-lhe concedido o atributo de liberdade de expressão e de criatividade.

Os ingredientes essenciais são lhe oferecidos para que possa converte-los em graça, e tornar-se assim um criador em pleno direito a participar do evento vida - Força criadora.

Chineses continuam produzindo CFC-11 que está destruindo a camada de ozônio.

De acordo com o site MSN, está revelando que cientistas identificam fonte de emissões misteriosas que estão destruindo a camada de ozônio!

Nos últimos meses, cientistas de todo o mundo foram surpreendidos com um misterioso aumento das emissões de gases que estão comprometendo, de forma drástica, a camada de ozônio que protege a Terra.

Agora, um grupo de pesquisadores acredita ter descoberto os responsáveis pelos danos ao meio ambiente: espumas de isolamento térmico de poliuretano, produzidas na China para uso em residências.

A Agência de Investigação Ambiental (EIA, na sigla em inglês), com base no Reino Unido, identificou a presença de CFC-11, ou clorofluorocarbonos-11, na produção dessas espumas na China. O composto químico havia sido proibido em 2010, mas está sendo usado intensamente em fábricas chinesas.

A substância química que volta a ameaçar a camada de ozônio
Como funcionam as latas de bebidas que se esfriam sozinhas, recém-lançadas nos EUA.

Azeite de dendê foi banido das prateleiras da rede de supermercados inglesa ICELAND

De acordo com o site Conexão Planeta, o óleo de palma, chamado no Brasil de óleo de dendê, é extraído do fruto de uma palmeira originária da África. A substância é utilizada na fabricação de uma série de produtos que usamos diariamente, como sabonetes, xampus, cremes, sorvetes, barras de chocolate, biscoitos, margarina, entre muitos outros. Atualmente 50% de todos os itens comercializados nos supermercados contêm o ingrediente.

E para poder atender a crescente demanda da indústria mundial, milhares de florestas tropicais têm sido derrubadas e queimadas ilegalmente para dar lugar a plantações de palma, colocando em risco a sobrevivência de diversas espécies animais, sobretudo na Ásia. Entre os animais mais ameaçados estão os orangotangos.

Apesar da pressão de organizações ambientais sobre as grandes multinacionais que utilizam óleo de palma proveniente de áreas de desmatamento, poucas companhias têm realmente feito algo, na prática, além das promessas, para mudar a situação.

Mas esta semana, a rede de supermercados inglesa Iceland se tornou a primeira a anunciar o fim do uso do óleo de palma na fabricação dos produtos de marca própria.

Com mais de 900 lojas espalhadas pelo Reino Unido e outras 40 na Europa, a rede afirmou que, até o final de 2018, nenhum de seus 180 produtos terá o ingrediente em sua formulação. “Esta é a única maneira de termos certeza que não estamos sendo coniventes com a destruição de florestas”, diz Richard Walker, diretor de marketing da Iceland.

Para substituir o óleo de palma, será usado em seu lugar óleo de canola, de girassol e manteiga.

Além disso, a cadeia inglesa anunciou que já incluiu em seu estoque 100 produtos de outras marcas livres deste tipo de óleo e mais 200 deverão ser incorporados até 2019.

Óleo de palma x desmatamento

Japoneses matam mais de 300 baleias para “pesquisas científicas” - Por Suzana Camargo

Foram 333 baleias Minkes (Balaenoptera acutorostrata) mortas por caçadores japoneses na expedição de quatro meses, terminada em março último. 122 delas eram fêmeas grávidas. Outras dezenas eram imaturas, ou seja, eram jovens demais ainda para se reproduzir.


A alegação é que são “amostras biológicas” que servirão para investigar a estrutura e a dinâmica dos ecossistemas marinhos. A justificativa é a mesma utilizada no ano passado, como mostramos neste outro post, quando um número semelhante de baleias perdeu a vida.

Mais uma vez, as imagens brutais da matança anual das baleias e a desculpa esfarrapada dos japoneses provocaram revolta no mundo todo. Apesar do “objetivo científico” do extermínio, a carne e o sangue dos animais ainda hoje são vendidos em mercados e restaurantes como iguarias.

A importância de sapos e rãs na natureza - SAVE THE FROGS - 28-04-18 - Porque os sapos e rãs precisam ser salvos?

No mês de abril, o mundo tem uma missão, incentivada pela Fundação SAVE THE FROGS! E através de seu fundador Dr. Kerry Kriger, que visitou o Brasil no ano de 2017 e através de palestras nas cidades de Belo Horizonte, Manaus, e Campinas, em Escolas e Universidades, relembrou a todos que o Brasil abriga a maior biodiversidade de anfíbios do mundo, com pelo menos 1.036 espécies conhecidas. E a importância em protegê-los, a missão da Fundação SAVE THE FROGS!

- Clique em qualquer imagem para AMPLIAR -
O Brasil deve proteger as populações de anfíbios do Brasil e promover uma sociedade que respeite e valorize a natureza e a vida selvagem. Por favor, espalhe a palavra sobre nossos esforços, pedindo a seus amigos para visitar o nosso site: SAVE THE FROGS.

Também o Instituto Boitatá de Etnobiologia e Conservação da Fauna Silvestre, em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, promoveu no domingo (1
- Clique em qualquer imagem para AMPLIAR -
de maio de 2016), em Ilhéus, Bahia, uma excursão noturna aberta ao público para pesquisa e observação de anfíbios.

O evento marcou a celebração do Dia Mundial "Salve as Rãs", criado pela Fundação Americana e SAVE THE FROGS, celebrado originalmente no último sábado de abril.


Por que os sapos e rãs precisam ser salvos?

Mas ao longo do ano, os pesquisadores da FIU vão para os cantos mais distantes do planeta para estudar e proteger os sapos em seus ambientes naturais e áreas comercialmente gerenciadas. Com mais de 30% das espécies em risco de extinção, elas estão tentando prever como os sapos responderão aos distúrbios e encontrarão novas maneiras de ajudá-los a sobreviver.

- Clique em qualquer imagem para AMPLIAR -
Em homenagem ao maior dia mundial de educação e conservação dos anfíbios, terceiro Domingo do mês de Abril, a bióloga Maureen Donnelly oferece uma visão sobre por que os sapos são importantes e precisam ser salvos. O herpetologista estudou anfíbios e répteis na América Central e do Sul durante décadas.

1. Eles desempenham um papel importante na cadeia alimentar

Dia Nacional da Conservação do Solo - 15 de Abril

O Dia Nacional da Conservação do Solo é comemorado anualmente em 15 de abril.

Esta data foi criada com o intuito de desenvolver um pensamento crítico na população sobre a importância da correta utilização do solo, como um recurso natural para a produção de alimentos.
O combate e conscientização sobre o que provoca a poluição do solo é outro ponto de destaque debatido durante este dia.

Qualquer tipo de deposição, disposição, descarga, infiltração, acumulação, injeção ou enterramento de substâncias e produtos poluentes, em estado líquido, gasoso ou sólido, nos solos e subsolos deve ser combatido.
Existem ainda outras datas destinadas a celebração do solo, como o Dia Internacional do Solo (5 de dezembro) e Dia Internacional da Mãe Terra (22 de abril).

Dia Mundial do Solo - 5 de dezembro

O Dia Mundial do Solo é celebrado em 5 de dezembro.

A criação desta data visa fazer todas as pessoas refletirem sobre o modo como tratam a terra, além de lembrar quais os diversos benefícios do solo para a vida.


O solo é essencial para proporcionar a alimentação humana; conservar a biodiversidade; reduzir o impacto das mudanças climáticas; criar agra-energia; sustentar construções; proteger águas subterrâneas e superficiais; entre outras funções.
No Brasil, o solo ainda é alvo de debate em outras datas: Dia Nacional da Conservação do Solo (15 de abril) e Dia Internacional da Mãe Terra (22 de abril).

Dia da Natureza - 4 de Outubro

O Dia da Natureza é celebrado anualmente em 4 de outubro.

Esta data é dedicada a conscientizar a sociedade a refletir sobre métodos sustentáveis de utilizar o meio ambiente, sem danificá-lo.

Por natureza, entende-se tudo aquilo que existe no planeta Terra e que não é produzido pelo ser humano, como a terra, a água, as árvores, a atmosfera, os animais e etc.

Para celebrar o Dia da Natureza, escolas e a Secretaria Especial do Meio Ambiente realizam campanhas e lançam projetos que incentivem a população a refletirem sobre a importância da natureza para o constante desenvolvimento e sobrevivência humana.
No Dia da Natureza também é celebrado o Dia dos Animais, no Brasil. O dia 4 de outubro também é o Dia de São Francisco de Assis, o padroeiro da ecologia.

Dia da Amazônia - 5 de Setembro

Esta data foi criada com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância da maior floresta tropical do mundo e da sua biodiversidade para o planeta.

A data escolhida faz referência ao dia 5 de setembro de 1850, quando o Príncipe D. Pedro II decretou a criação da Província do Amazonas (atual Estado do Amazonas).

Não há muitos motivos para comemoração e sim para preocupação. A floresta amazônica atualmente está ameaçada pelos constantes desmatamentos ilegais, afetando diretamente a fauna e a flora da região, causando desequilíbrios e crises ambientais a nível global.

Dados Importantes sobre a Amazônia

As plantas e árvores têm sentimentos e conversam entre si!

As árvores conversam, conhecem laços familiares e cuidam de seus filhos?
Isso é estranho demais para ser verdade?
O cientista alemão Peter Wohlleben ("A Vida Secreta das Árvores") e a cientista Suzanne Simard (Universidade de British Columbia, Canadá) vêm observando e investigando a comunicação entre as árvores ao longo de décadas.
E suas descobertas são surpreendentes. As plantas, árvores têm sentimentos, se conversam entre si e muita coisa acontece através de suas raízes!
Você sabia que as árvores conversam entre elas? Uma nova descoberta amplia nossa consciência sobre as plantas.

Dia da Ecologia - 5 de Junho

O Dia da Ecologia é comemorado anualmente em 5 de junho.

O principal objetivo desta data é criar debates e reflexões nos diversos grupos sociais sobre os vários problemas ambientais que o planeta Terra enfrenta ou enfrentará, caso não seja feito algo para evitar a massiva poluição.

Entre os principais temas discutidos durante o Dia da Ecologia, destaca-se: a poluição do ar, do solo e da água; o desmatamento; a diminuição da biodiversidade e da água potável; a destruição da camada de ozônio e das florestas; a extinção das espécies animais e vegetais, entre outros.

Nesta data também é celebrado o Dia do Meio Ambiente.

Origem do Dia da Ecologia

Dia Internacional da Biodiversidade – 22 de maio

Dia Internacional da Biodiversidade é comemorado anualmente em 22 de maio.
Clique em qualquer imagem p/ver como SLIDE

Esta data, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), visa conscientizar a população mundial sobre a importância da diversidade biológica, além da necessidade da proteção da biodiversidade em todos os ecossistemas do planeta.

Normalmente, durante esta data, várias instituições em prol da defesa do meio ambiente organizam atividades com o

objetivo de educar a população em geral sobre a importância da preservação da biodiversidade para o equilíbrio da vida na Terra.

Origem do Dia Internacional da Biodiversidade

O Dia Internacional da Biodiversidade foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 22 de maio de 1992.
Esta data consiste numa homenagem ao dia em que foi aprovado o texto final da Convenção da Diversidade Biológica, intitulado: “Nairobi Final Act of the Conference for the Adoption of the Agreed Text of the Convention on Biological Diversity”.
Antes, o Dia Internacional da Biodiversidade costumava ser celebrado em 29 de dezembro, data em que entrou em vigor a Convenção da Diversidade Biológica.

Noruega é o primeiro país do mundo a banir o corte de árvores

O governo norueguês também proibiu a compra de qualquer matéria-prima do exterior que tenha contribuído para o desmatamento global durante a produção.
A Noruega se tornou o primeiro país do mundo a se comprometer com o fim desmatamento em todo o território nacional, após decisão do Parlamento na semana passada. Para cumprir com a meta, o governo proibiu o corte de árvores e baniu a compra e a produção de qualquer matéria-prima que contribua para a destruição de florestas no mundo.